Home BlogProcedimentos Cirúrgicos - Contorno Corporal Areoloplastia: Redução da Aréola e Dos Mamilos
Areoloplastia: Redução da aréola e dos mamilos

Areoloplastia: Redução da Aréola e Dos Mamilos

por Dra. Marcela Scarpa

As novas tendências contemporâneas, seja no mundo da moda ou nos cosméticos, também chegam aos consultórios médicos.

Com uma preocupação crescente com a estética corporal, que acompanha o grande acesso às informações e mídias sociais, a procura por procedimentos aumentou progressivamente nos últimos anos.

Com isso, o complexo aréolo-mamilar (CAM) também ganhou notoriedade: mamilos muito grandesinvertidosbífidos ou ausentesaréolas grandes e desproporcionais podem acarretar em num grande incômodo e abalar a autoestima feminina.

De acordo com uma pesquisa do jornal australiano Huffington Post, divulgada em julho de 2017, a procura pela diminuição das aréolas e/ou mamilos aumentou em 30% nos consultórios médicos em todo o mundo.

Além disso, um grupo formado por cirurgiões plásticos britânicos intitulado The Plastic Surgery Group, também realizou uma pesquisa sobre o assunto em dezembro de 2016, em que apontou dados substanciais que corroboram com os resultados atuais:

  • No Reino Unido, 131 pessoas responderam a um questionário sobre a beleza de seios com aréolas maiores ou menores. Os participantes deveriam dar notas de 1 a 5 (em ordem de atratividade) para aréolas “muito grandes”, “muito pequenas” ou “perfeitas”.

Os resultados mostraram que 92% dos participantes consideraram o conjunto aréolo-mamilar “muito grande” caso ocupasse mais de 50% da área da mama. Por outro lado, os que ocuparam menos de 15% da área dos seios, foram considerados “muito pequenos” por 78% dos entrevistados. O conjunto perfeito ocuparia de 25% a 30% da mama.

A influência da mídia

Areoloplastia: Redução da aréola e dos mamilos

O impacto das mídias sociais têm se mostrado muito relevante.

Em 2016, por exemplo, psicólogos encontraram evidências que relacionavam o uso das redes sociais à uma série de preocupações com a imagem corporal. Já falei sobre o efeito das redes sociais sobre a autopercepção em três artigos:

Areoloplastia: Redução da aréola e dos mamilos
KENDALL JENNER E A REDUÇÃO DA ARÉOLA E DOS MAMILOS

A hashtag #freethenipple deu início a nova era de atenção às aréolas e mamilos, originada após aparições de celebridades como Kendall Jenner e Rihanna.

O que é Areoloplastia?

Alterações na região da aréola e mamilo podem ocorrer por distúrbios hormonais, fatores hereditários, gestações, amamentação, ganho ou perda de peso.

Embora possa ser realizada de forma isolada, é mais comum que a cirurgia de redução dos mamilos e aréola (Areoloplastia) seja associada a outros procedimentos na região, como lifting de mamasmamoplastia de aumento e correção de ginecomastia (redução de mamas masculinas).

Trata-se de um procedimento relativamente simples que, isoladamente, pode ser realizado em ambiente ambulatorial, com aplicação de anestesia local ou, em conjunto com outras cirurgias, em um ambiente hospitalar.

A técnica cirúrgica de redução dos B depende da queixa apresentada, como mamilos muito compridos, muito largos ou bastante projetados, aréolas grandes e/ou desproporcionais ao tamanho da mama. Muitos podem apresentar ainda, mais de uma dessas queixas.

Geralmente, o procedimento é realizado através de duas pequenas incisões circulares na base da aréola, com o objetivo de remover um anel de tecido excedente.

Dessa forma, a aréola redesenhada é fixado no centro da mama.

cicatriz resultante permanece circular ao redor da aréola reduzida, ficando camuflada. Contudo, outras cicatrizes dependerão da associação do procedimento com outras técnicas como Mastopexia, por exemplo.

Já as técnicas de correção cirúrgica do mamilo são múltiplas, variando com a queixa da paciente, e costumam evoluir sem cicatriz aparente, devido ao caráter favorável da região.

Perda de sensibilidade

Areoloplastia é realizada com a finalidade de devolver harmonia às mamas, melhorando sua proporcionalidade.

Como em qualquer região do corpo tangida pela cirurgia plástica, as aréolas podem experimentar uma perda de sensibilidade transitória que costuma melhorar algumas semanas após a realização do procedimento.

No caso da B, o procedimento preserva os ductos lactíferos, não interferindo na sua prática. Salvo raras exceções, a redução da aréola não impede que a mulher amamente normalmente. Já a manipulação cirúrgica do mamilo, caso realizada, pode obstruir os ductos, atrapalhando a amamentação. Por esse motivo, não é recomendada para pacientes que desejam engravidar.

Lembrando que a amamentação e gestação pós procedimento podem interferir no resultado estético da cirurgia.

Saiba mais sobre cirurgia nas mamas e amamentação nesse artigo: Silicone a Amamentação

VEJA TAMBÉM

Este site utiliza cookies. Ao continuar a navegar no site, você concorda com o uso de cookies. OK