Home BlogProcedimentos Não-Cirúrgicos Qual a Diferença Entre Toxina Botulínica e Preenchimento Facial?
Qual a Diferença Entre Toxina Botulínica e Preenchimento Facial?

Qual a Diferença Entre Toxina Botulínica e Preenchimento Facial?

por Dra. Marcela Scarpa

O envelhecimento ocorre naturalmente e saber como trabalhar as emoções desse acontecimento é muito importante.

No mundo artístico, é muito comum observarmos celebridades que podem exagerar na aplicação de preenchimentos faciais e uso de toxina botulínica para combater o envelhecimento.
Esse exagero pode causar estranheza às formas naturais, deformando e dando características artificiais ao rosto. Observe abaixo, casos muito conhecidos e comentados:

Agora, entenda que esses dois tipos de procedimentos: Toxina Botulínica e o Preenchimento Facial, têm finalidades diferentes.
Esses procedimentos são frequentemente comentados (e confundidos em sua ação) além de muito realizados em consultórios médicos, mas você sabe as diferenças entre eles?

Como funcionam no organismo?

Mais conhecida pelo nome de uma marca, a toxina botulínica age paralisando o músculo temporariamente, impedindo sua contração, conferindo uma expressão mais suave e impedindo a formação de vincos e rugas.
Quando utilizado sobre uma ruga pré existente, a toxina age suavizando essas marcas, dando a impressão de uma face natural e descansada. Não é indicada, portanto, para aumento de volume local.

Qual a Diferença Entre Toxina Botulínica e Preenchimento Facial?

Ácido Hialurônico (AH) naturalmente pode ser encontrado em nosso corpo. Sendo uma molécula de açúcar, ele atrai e retém água ao seu redor dando firmeza, volume e viço à pele. Com o passar do tempo, a quantidade dessa substância diminui em nosso organismo, causando ressecamento e o surgimento de vincos e rugas.
A aplicação do ácido hialurônico tem o objetivo de agregar volume em determinadas áreas do rosto, perdido com o envelhecimento, promovendo maior sustentação e reposicionamento tecidual. Esse sim produz aumento local e efeito volumizador, com efeito dependente de algumas características da substância e quantidade colocada em cada região.

Efeito e tempo de duração

O efeito da aplicação da toxina botulínica só poderá ser percebido de 42 a 72 horas após a aplicação, e seu ápice surgirá de 1 a 2 semanas. A duração varia de cada paciente, no entanto a perda ocorre gradualmente e pode ser percebida de 3 a 4 meses.
Já no preenchimento facial com ácido hialurônico, o efeito pode ser percebido logo após a aplicação, no prazo máximo de 4 a 7 dias para a observação do resultado final. A duração da aplicação varia de 6 a 18 meses dependendo do tipo do produto aplicado e da região tratada.

Áreas de aplicação

Quando a toxina botulínica é aplicada em uma ruga pré existente, ajuda a suavizá-la. É geralmente aplicado entre as sobrancelhas, ao redor dos olhos, na região da testa (frontal), lábio superior (para melhora do sorriso gengival), pescoço, músculo masseter (tratamento da face larga), entre outros.
Já o Preenchimento Facial atua com volumização de regiões. Sua aplicação ocorre nos lábios, bochechas, maçãs do rosto, queixo, mandíbula, fossa temporal e outras regiões que necessitem sustentação e reposicionamento tecidual, além do tratamento de sulcos. Esse sim promove o aumento local e ajuda na reposição de volume perdido com a idade.

Qual a Diferença Entre Toxina Botulínica e Preenchimento Facial?
Qual a Diferença Entre Toxina Botulínica e Preenchimento Facial?

Aumento de volume

Portanto, a toxina não tem efeito volumizador, esse conferido apenas aos preenchedores.

Saiba mais detalhes sobre a Aplicação de Toxina e Preenchimento Facial como orientações, aplicação e seu funcionamento!

Qual a Diferença Entre Toxina Botulínica e Preenchimento Facial?

Eu, particularmente, prezo pela aplicação e resultados naturais. Me oponho a resultados artificiais que descaracterizam o paciente e resultam em uma face com aspecto edemaciado ou totalmente paralisado e sem expressão. Acredito que os procedimentos são indicados para uma melhora pessoal e individualizada, realizada após uma avaliação e planejamento exclusivos.
Há casos, por exemplo, em que o preenchimento não resultará em uma melhora local e indicação para a queixa torna-se cirúrgica.

Lembramos que existem duas formas de preenchimentos faciais: a realizada com ácido hialurônico e a realizada com injeção da gordura do próprio paciente (procedimento cirúrgico conhecido como Lipoenxertia, saiba mais). Nesse texto, abordamos sobre a técnica utilizando Ácido Hialurônico.

VEJA TAMBÉM

Este site utiliza cookies. Ao continuar a navegar no site, você concorda com o uso de cookies. OK