Home BlogProcedimentos Cirúrgicos - Contorno Corporal O Que Fazer Com a Flacidez e o Excesso de Pele Após Perder Peso?
O que fazer com a flacidez e o excesso de pele após perder peso?

O Que Fazer Com a Flacidez e o Excesso de Pele Após Perder Peso?

por Dra. Marcela Scarpa

Quando bem indicada, a redução de peso é uma grande conquista e um bom motivo para comemorar, seja por fatores estéticos ou pelo cuidado com a saúde.

No entanto, nos casos em que há perda substancial de peso, a pele e os tecidos muitas vezes não têm elasticidade para se adaptar ao tamanho reduzido do corpo, com consequente excesso de pele e flacidez. As dobras da pele em excesso podem causar dermatiteslimitações funcionaisdificuldade de higiene e prejuízo na atividade sexual, ocasionando uma pobre qualidade de vida ao paciente.

Em casos como esses, é possível optar pela cirurgia de remodelação corporal que pode solucionar esses problemas e melhorar a autoestima e o bem estar.

O que fazer com a flacidez e o excesso de pele após perder peso?

O que é cirurgia plástica para contorno corporal?

A cirurgia de contorno corporal corresponde a um conjunto de cirurgias plásticas que melhoram regiões como braçostóraxmamasabdômenglúteos, entre outras.

O que fazer com a flacidez e o excesso de pele após perder peso?

Também conhecida como Body Lifting, os procedimentos podem incluir:

  • Dermolipectomia dos membros superiores ou braquioplastia: correção da flacidez e do excesso de pele nos braços;
  • Mastopexia: correção da queda das mamas;
  • Lifting facial: correção da flacidez do rosto, bochechas e pescoço;
  • Dermolipectomia dos membros inferiores ou cruroplastia: correção da flacidez e excesso de pele das coxas;
  • Torsoplastia: correção do excesso de pele do dorso e lifting glúteo;
  • Abdominoplastia: remoção do excesso de pele em “avental” sobre o abdomem;

Conheça quatro fatores importantes que devem ser considerados para definir a hora certa de optar pela cirurgia de contorno corporal:

  1. Peso estável

Ao obter uma grande perda de peso através da cirurgia bariátrica ou através de dieta e exercícios, é crucial que o candidato consiga manter um peso estável antes de prosseguir com a cirurgia de contorno corporal.

Alterações significativas de peso podem prejudicar os resultados e aumentar o risco de complicações durante o acompanhamento pós operatório.

Mesmo que o tratamento envolva a retirada de pequenas áreas isoladas de gordura, o paciente não deve utilizar a cirurgia plástica como um método de emagrecimento. Sendo assim, primeiramente os candidatos ideais já devem ter atingido (ou chegar o mais perto possível de alcançar) seu peso ideal.

  1. Boa saúde

São bons candidatos à cirurgia aqueles pacientes que estejam com boa saúde e com o peso estável.  Aqueles que passaram recentemente pela cirurgia bariátrica e que ainda estão se adaptando a um novo estilo de vida, devem esperar um período antes de prosseguir com o tratamento.

Além disso, é importante manter hábitos alimentares saudáveis que proporcionem nutrientes necessários ao corpo para uma recuperação saudável.

  1. Metas claras e realistas

Para a maioria das pessoas que passaram por uma grande perda de peso, o principal objetivo da cirurgia de contorno corporal é remover o excesso de pele desconfortável e desagradável.

Em alguns casos, o procedimento também inclui a lipoaspiração, para retirar pequenas áreas de gordura localizada. No entanto, os procedimentos de contorno corporal possuem limitações estéticas. Por esta razão, é importante ter metas claras e realistas sobre os resultados que a cirurgia plástica pode proporcionar.

  1. Cessar o tabagismo

O cigarro atrapalha a circulação, prejudicando a recuperação pós operatória e o resultado estético final. Além disso acrescenta um risco evitável à anestesia e ao procedimento cirúrgico.

  1. Cirurgião especializado e certificado pela SBCP

Cirurgia plástica envolve muitas escolhas, a primeira e mais importante é selecionar o cirurgião em quem confiar.

Ao escolher um cirurgião membro da SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica), é possível ter a confiança de que esse profissional:

  • Completou um treinamento em cirurgia (após a graduação em medicina) de no mínimo cinco anos (de dedicação exclusiva à especialização), sendo três de deles em cirurgia plástica.
  • Está apto a realizar todo tipo de cirurgia plástica.
  • Está submetido a um código estrito de ética.
  • Opera apenas em instalações médicas credenciadas e com todo suporte necessário.
O que fazer com a flacidez e o excesso de pele após perder peso?

cirurgião plástico ajudará a planejar o cronograma de tratamento que seja mais apropriado ao caso, além de poder explicar as opções e ajudar o paciente a entender quais procedimentos podem ser mais adequados.

VEJA TAMBÉM

Este site utiliza cookies. Ao continuar a navegar no site, você concorda com o uso de cookies. OK